Auditoria SEO: 10 razões para você otimizar o seu site

Fazer uma auditoria SEO nada mais é do que utilizar técnicas para otimizar o seu site e colocá-lo nas primeiras páginas do Google. Mas você sabe o que deve fazer?

Porque otimizar um site

Apesar de ser um assunto muito discutido no mundo do marketing digital, SEO (Search Engine Optimization) ainda é pouco discutido por muitos dos pequenos empreendedores. Alguns desconhecem completamente o assunto.

Numa pesquisa recente das tendências de SEO para 2018, a Rock Content mostrou que em torno de 40% das empresas não sabe ou não executa estratégias de SEO.

Empresas que utilizam SEO 2018

Fato é que SEO é uma realidade que deve ser entendida bem rápido por aqueles que têm um negócio (ou querem montar um) para estar entre as primeiras posições nos sites de buscas, como o Google por exemplo. É lá que estão 70% dos seus clientes!

Se você quer ser encontrado facilmente, mas não sabe como eles te procuram no Google, provavelmente tem um baixo fluxo de visitas, consequentemente de vendas.

No final das contas, fluxo no seu site significa maior faturamento, na maior parte das vezes, seja lá qual for o seu tipo de negócio... e-commerce, loja, serviço, afiliado, blog e outras tantas modalidades.  

Não estar virtualmente presente onde seu cliente está é péssimo, sem dúvida, mas fazer o cliente chegar ao seu site e depois vê-lo simplesmente abandonando a página porque se decepcionou com a experiência é pior ainda.

Aliás... não sei o que é pior!  

Uma má experiência para o usuário certamente fará as pessoas fugirem muito rápido do seu site.

Para evitar essa grande decepção nos corações empreendedores atente-se às razões para você ter um site otimizado.

#1 Palavras chave sem busca não te levam a nada

Acreditem, existem muitos sites que trabalham com palavras chave (Keywords) que não tem buscas. As pessoas ficam entusiasmadas em estar na 1ª página do Google, mas nunca são encontradas pelos clientes porque não é por essa palavra que eles vão te procurar.

Se ninguém procura por tal palavra, com algumas exceções, ela não deveria ser foco para desenvolver e gastar tempo em uma estratégia.

Você pode usá-las para fazer páginas complementares, mas pense bem se gastar muito tempo com elas te trará o resultado que você espera. Foque naquelas que te trarão tráfego primeiro.

Encontrar as keywords que se conectem com o seu negócio e tenham buscas é um dos critérios mais importantes das estratégias de SEO. É através das suas palavras que você vai otimizar o seu site, vai ser encontrado e, também, poderá monitorar a sua concorrência.

Escolher as palavras nem sempre é tarefa fácil. Use ferramentas para te auxiliar.

O Google AdWords pode ser um guia. Você precisará abrir uma conta e caso nunca tenha feito anúncios você verá apenas a quantidade aproximada de buscas, por ex. 100 – 1 mil.

Outras ferramentas podem te mostrar a quantidade exata de buscas.

No Semrush você pode pesquisar a quantidade de buscas mensais e a dificuldade de ranquear determinada palavra chave.

Auditoria SEO de palavra chave

 

Bom, aqui você pode ver que “SEO” tem em torno de 27 mil buscas mensais. A competição mostrada aqui é para os índices de PPC (pay per click). Isso quer dizer que a chance de alguém clicar no seu anúncio é de 58%, já que essa palavra tem competição em 42%.

Apesar de ser um indicador apresentado para anúncios pagos também pode ser usado para buscas orgânicas.

#2 Esteja à frente da concorrência

Existem diversas maneiras de analisar sua concorrência, mas o mais importante é que você ao menos conheça os concorrentes para o seu conteúdo ou para seu site.

Quando criar uma página ou um texto no blog tenha sempre em mente para qual palavra chave você quer ranquear no Google. Sabendo sua palavra chave fica mais fácil de entender se você está entrando em uma guerra de gigantes.

Não que você não possa entrar nessa guerra.... você só precisará adaptar as armas.

Para quem está começando eu indicaria fugir das palavras chaves com alta concorrência ou que briguem com grandes sites. É muito mais difícil (e trabalhoso) lutar contra sites que têm grande autoridade.

Para analisar a dificuldade de uma palavra você pode usar o Keyword Diffilculty da Semrush ou outra ferramenta similar. No exemplo abaixo coloquei a minha lista de palavras, mas você pode escolher as suas próprias.

Vimos que a palavra SEO tem mais de 27 mil buscas mensais e um nível de concorrência de quase 73%.

Isso quer dizer que é bem difícil de competir, mas não impossível!

Para entender melhor os níveis de concorrência das keywords, saiba o seguinte:

 - Acima de 80%: São as palavras mais concorridas e mais difíceis de serem posicionadas nas primeiras páginas do Google. Para ter esse tipo de palavras na 1ª página de buscas você vai precisar de um esforço imenso, além de investir bastante em técnicas de SEO. Leva bastante tempo. Para conseguir tenha um site bem otimizado (você pode usar este checklist de otimização) e foque seus esforços em conseguir backlinks de qualidade. Não precisa nem dizer que o conteúdo precisa ser excelente também, não é?

 - De 60 a 80%: Aqui a concorrência é média, mas ainda requer estratégias de SEO bem estruturadas. Normalmente são os top 20 primeiros resultados que estão aqui. Crie conteúdo e backlinks de qualidade. Você pode chegar lá.

 - Menor do que 60%: Estas são as mais fáceis de ranquear e, também, mais difíceis de encontrar. Descobrir palavras com alto volume de buscas e baixa competitividade requerem trabalho árduo e paciência. A recompensa pode ser estar entre os top 5 no Google.

Keyword Difficulty

 

Com esta ferramenta você pode verificar quais são os principais concorrentes para suas palavras. Clique em SERP (Search Engine Results Page) no final da linha.

Sabendo quem são seus concorrentes você pode verificar qual a autoridade desses sites e saber o tamanho da briga que está comprando.

Para saber se um concorrente tem grande autoridade use o site da MOZ.

Quanto maior o DA maior a dificuldade de competir com esse site.

PA = Page Autorithy

DA = Domain Authority

Autoridade de sites

#3 Um site incrível tem mais visitas 

É inegável que um site bem organizado, com bom conteúdo, bonito e que tenha uma navegação fácil cativa qualquer leitor.

Os processos de ranqueamento também levam em conta a estrutura do seu site.

#4 Velocidade é muito importante para qualquer usuário

A maioria dos pequenos empreendedores não sabe qual a velocidade de seu site, porém este tem sido um critério bem importante.

Quantas vezes nos últimos dias você abandou um site porque demorou demais para carregar uma página, foto ou vídeo?

Fazemos isso o tempo todo!

Por isso é importante que você cuide da velocidade de carregamento de suas páginas.

A tarefa mais difícil aqui não é saber qual a velocidade do seu site, mas sim corrigir os erros que podem estar por trás desse problema.

Uma das melhores ferramentas para checar sua velocidade e ainda ter as dicas do que pode ser resolvido para melhorar é o GTmetrix. Você coloca o seu site e ele te dá os indicadores.

Depois é mão na massa!

Outros sites que você também pode consultar são:

Pingdom

PageSpeed Insights

#5 Não acredite em tudo que te prometem

Vocês já devem ter visto por aí promessas de alcançar a 1ª posição do Google para o seu site.

Pois é, existem milhares de promessas assim.

Cuidado com esse tipo de chamada!

Apesar de muitos empreendedores quererem alcançar a 1ª posição, tenho que dizer que ela não é como um troféu ou uma medalha. Pode até ganhar, mas você não leva para casa para sempre.

A 1ª posição do Google pode sim ser alcançada, mas é importante você saber que dentre as métricas de SEO, a 1ª posição nas buscas é relativa.

Sim! Relativa!

Tudo depende de onde você busca e qual ferramenta de busca você usa.

A posição de um site muda, ou pode nem aparecer, se você busca por imagens, vídeos, notícias, locais, etc.

Um exemplo bem comum, que certamente você já se deparou, e talvez nem percebeu, é a mudança dos resultados quando você muda o tipo de busca ou as suas navegações.

Veja que na pesquisa abaixo, o primeiro resultado para a palavra chave “marketing digital” foi a Resultados Digitais. Nesta consulta fiz o login com a minha conta do Google.

Resultado de busca com login

Nesta outra consulta para a mesma palavra chave, foi o site Marketing de Conteúdo que ficou em 1º lugar nas buscas orgânicas (depois dos anúncios).

Isso ocorre porque o Google está mais inteligente a cada dia. Ele já sabe que para mim os melhores resultados estão na Resultados Digitais, então traz esse site como 1ª opção de clique no meu navegador.

O mesmo acontece com você e milhares de pessoas que acessam a internet todos os dias.

#6 Seus indicadores te contam a verdade, mas nem sempre

Se você testou alguns indicadores que falamos aqui, como a velocidade do seu site, você pôde perceber que cada empresa tem suas próprias métricas. Infelizmente não há regras claras e nem um guia do que você deve ou não fazer em SEO.

Existem parâmetros que são testados e conclusões são tiradas.

Para alguns sites ter a velocidade de carregamento entre 5-8 segundos pode ser um indicador bom. Para outros 2 segundos é o que deve ser buscado.

Temos que conviver com isso. SEO é teste.

Existem alguns parâmetros que podem servir para todos e outros que devem ser usados para aquilo que funciona para o seu site e o seu público!

#7 Auditoria SEO pode sim te levar para as primeiras páginas do Google

Não é mais segredo para você que olhar mais de perto o seu site, fazer as otimizações, checar a concorrência, conquistar backlinks e melhorar o desempenho do seu site pode sim te levar para as primeiras posições do Google.

Uma auditoria SEO é um primeiro passo para que você saiba o que funciona e o que não funciona para o seu site.

Identificar pontos de falha e corrigi-los traz com certeza um benefício rápido para sua empresa, aumentando tráfego, visitas e recomendações.

#8 Qualidade ganha de quantidade

Pensar na experiência que as pessoas terão lendo o seu site é um ótimo critério para saber se você tem um conteúdo bem otimizado e de alta qualidade.

Sabemos que conteúdo que resolve os problemas dos visitantes do seu site dá de 10 x 0 em qualquer texto do tipo "encher linguiça" ou “fazer volume”.

Não faça isso com você e com a sua empresa!

Crie menos textos, invista mais em pesquisa e em conteúdo de qualidade. A probabilidade de você acertar é muito maior do que ficar criando muitos textos que não ajudam seu público.

#9 Pague mais barato nos seus anúncios

Quando você tem um site bem otimizado para as palavras chave, além de ter mais acessos orgânicos, o que significa acessos sem pagar nada em anúncios, você pode ter algum serviço que queira fazer propagandas.

Para avaliar a qualidade dos anúncios o Google AdWords mede suas campanhas através de um índice de qualidade.

Esse índice é maior quando suas palavras chave estão mais coerentes com as palavras que você tem na página e as que você escolhe para fazer o anúncio. Quanto maior a coerência entre site e campanha, menor o valor que você pagará pelo anúncio.

Hal Varian, economista chefe do Google, explica como o índice de qualidade pode ser melhorado.

#10 Tiro no pé dói

Já falamos aqui de vários fatores que te ajudam tendo um conteúdo otimizado.

Não cuidar das estratégias SEO hoje em dia é o mesmo que dar um tiro no pé. Só você vai saber o quanto dói, o quanto demora para se curar e como as feridas terão sempre cicatrizes.

Nunca é tarde para começar.

Conte pra gente a sua experiência! Já encontrou a sua palavra chave?

  • Compartilhe: